saúde

Professor de 39 anos morre em Cotia e expõe o risco das escolas abertas

(Foto: ABr)

Rodrigo Andrade, que tinha 39 anos e era coordenador na escola Odair Pedroso, é mais uma vítima da Covid-19 e da negligência do governo do estado de São Paulo, que permite aulas presenciais no pior momento da pandemia

247 – A Covid-19 faz mais uma vítima no meio educacional, desta vez em Cotia (SP). Segundo informações da Apeoesp o docente se chamava Rodrigo Andrade, tinha 39 anos e era coordenador na escola Odair Pedroso.

Ele trabalhou presencialmente até terça-feira da semana passada, quando se afastou devido à doença”, afirma a Apeoesp em postagem em uma rede social nesta terça (2). “A escola já teve vários casos de pessoas que testaram positivo e, ainda assim, segue funcionando com aulas presenciais.”

“Seguimos ainda mais indignados na luta para que o governo de São Paulo cancele a irresponsável política de aulas presenciais e para que o prefeito de Cotia incorpore as escolas estaduais ao decreto”, segue a entidade.

Outros óbitos 

A professora Maria Tereza Miguel Couto de Lourenço, de 32 anos, que dava aulas na escola estadual de tempo integral Ministro José de Moura Rezende, em Caçapava (SP) morreu no dia vinte de fevereiro em decorrência da Covid-19. Já na cidade de Campinas, Ana Clara Macedo dos Santos, do 8° Ano,  morreu com apenas 13 anos, nesta quinta-feira (25), ao contrair o vírus no colegio Raquel de Queiroz.

About the author

Joao Victor Martins

Add Comment

Click here to post a comment