Politica

Para apoiar Baleia Rossi, oposição exige freio em privatizações e em pautas de costumes

Banco Central e CPIs também estão entre as reivindicações de PT, PSB, PDT e PCdoB, segundo a CNN

Por Lucas Rocha

Sem conseguir apresentar um pré-candidato para fazer frente ao deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) dentro do blocão formado por Rodrigo Maia (DEM-RJ), os partidos de oposição costuram uma pauta de cinco compromissos fundamentais a serem assumidos pelo candidato em troca dos votos do campo progressista na disputa pela Mesa Diretora. Rossi foi confirmado como candidato nesta quarta-feira (23).

Segundo informações da jornalista Basília Rodrigues, da CNN Brasil, entre os pontos pleiteados está a paralisação de privatizações, a adoção de uma posição contrária à autonomia do Banco Central e o freio em propostas da chamada “pauta de costumes”.

Esses três pontos contrariam diretamente a agenda do presidente Jair Bolsonaro e de Paulo Guedes. O ministro da Economia tem como plano privatizar os Correios e a Eletrobras em 2021.

Também estariam entre as reivindicações: não dificultar a instalação de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que já possuam número suficiente de assinaturas e pautar decretos legislativos, o que pode derrubar medidas unilaterais de Bolsonaro.

Nota divulgada por PT, PSB, PDT e PCdoB na tarde desta quarta afirma que os partidos vão se reunir com Rossi na segunda-feira para acertarem detalhes do apoio.

“Nossos partidos continuarão buscando unidade na ação para garantir a defesa da democracia, a independência do Poder Legislativo, a derrota do autoritarismo e do obscurantismo e a proteção dos direitos do povo brasileiro”, disseram em nota.

O PT, que seria o mais resistente ao presidente do MDB, disse que irá atuar em conjunto com os demais partidos.

Publicidade