Politica

Bolsonaro começa a derreter: rejeição sobe de 46% a 52% em 15 dias e é recorde

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega - PR)

Em apenas duas semanas, a desaprovação de Jair Bolsonaro passou de 46% para 52%, conforme pesquisa do PoderData. É a mais alta na série do instituto, iniciada em junho. Rejeição saltou entre fim de dezembro e início de janeiro

 A reprovação popular ao governo Bolsonaro deu um salto espantoso de seis pontos percentuais em apenas 15 dias, conforme pesquisa do instituto PoderData. A desaprovação passou de 46% em 21-23 de dezembro para 52% na primeira semana de janeiro. A aprovação caiu de 47% para 44%.

A desaprovação, de 52%, é a mais alta na série do PoderData, iniciada em junho. Este número ainda não medem o impacto do fim dos pagamentos do auxílio emergencial para brasileiros de baixa renda. O programa do governo pagou 5 parcelas de R$ 600 e mais 3 extras de R$ 300 para pessoas que foram severamente afetadas pela pandemia. Houve pagamentos em dezembro e haverá alguns residuais em janeiro, mas o programa está encerrado.

A pesquisa também perguntou o que os entrevistados acham do trabalho de Bolsonaro como presidente: ótimo, bom, regular, ruim ou péssimo.
O levantamento mostra que 44% da população rejeita o chefe do Executivo, taxa que variou 2 pontos percentuais para cima desde o último estudo. A aprovação agora é de 35%, contra 39% 15 dias antes.

Publicidade