Internacional LGBT+

Joe Biden nomeia mulher trans como secretária assistente de saúde

Foto: Divulgação

“A Dra. Rachel Levine trará a liderança e a experiência essenciais de que precisamos para ajudar as pessoas a superar esta pandemia”, disse o presidente

Por Redação

O presidente americano Joe Biden nomeou, nesta terça-feira (19), a secretária de saúde da Pensilvânia, Rachel Levine, para sua secretária assistente de saúde.

Rachel se torna assim a primeira mulher trans confirmada pelo Senado dos EUA como autoridade federal. Ela atua como pediatra e foi nomeada para o cargo de secretária da saúde da Pensilvânia em 2017, pelo governador democrata Tom Wolf.

Pediatra por formação, Levine passou o último ano como o rosto público na luta contra a Covid-19 no estado da Pensilvânia. Anteriormente, ela liderou uma clínica de saúde para adolescentes em Penn State.

“A Dra. Rachel Levine trará a liderança e a experiência essenciais de que precisamos para ajudar as pessoas a superar esta pandemia – não importa seu código postal, raça, religião, orientação sexual, identidade de gênero ou deficiência – e atender às necessidades de saúde pública de nosso país em este momento crítico e além”, disse Biden em um comunicado.

“Ela é uma escolha histórica e profundamente qualificada para ajudar a liderar os esforços de saúde de nossa administração”, completou.

Formado em Harvard e na Tulane Medical School, Levine é presidente da Association of State and Territorial Health Officials. Ela escreveu vasta literatura sobre a crise de opiáceos, maconha medicinal, medicina para adolescentes, distúrbios alimentares e medicina LGBTQ.

Com informações do The Guardian

Publicidade