Justiça

Ministério Público investiga Pazuello por improbidade administrativa em caos sanitário no Amazonas

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Caso seja condenado, o ministro da Saúde pode perder o cargo e ter de pagar multas indenizatórias

Por Marcelo Hailer

O Núcleo de Combate à Corrupção da Procuradoria da República do Amazonas, órgão vinculado ao Ministério Público Federal, iniciou inquérito para investigar possível ato de improbidade administrativa de agentes públicos federais, estaduais e municipais na crise do coronavírus.

De acordo com informações do UOL, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, é um dos investigados.

O MPF investiga se a escassez de oxigênio, que tem levado pacientes de Covid-19 à morte no Amazonas, foi provocada por agentes públicos.

Cabe lembrar, que o ministro da Saúde, Pazuello, é alvo de outro inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga possível omissão do governo na crise do coronavírus no Amazonas.

Dessa maneira, o processo por suposta improbidade administrativa deve tramitar, até o julgamento, na Justiça Federal do Amazonas. Se condenados, Pauzello e os demais investigados podem perder os cargos, tornarem-se inelegíveis e pagar multas indenizatórias.

Publicidade