Justiça

Conselho de Ética da Alesp abre processo contra deputado que apalpou Isa Penna

O flagrante do momento do assédio sofrido pela deputada Isa Penna - Foto: Reprodução/Alesp

Ação pode levar à cassação de Fernando Cury, que terá cinco dias para apresentar defesa ao órgão

Por Fabíola Salani

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) iniciou, nesta segunda-feira (1º), um processo que pode levar à cassação do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania). Na ação, ele é acusado de importunação sexual contra a também deputada Isa Penna (PSOL).

Em dezembro do ano passado, câmeras da Alesp flagraram o momento em que  ele se aproxima de Isa Penna por trás da deputada e a abraça, tocando seus seios. Os dois estavam no centro do plenário. Isa falava com o presidente da casa, Cauê Macris (PSDB), que estava na mesa, quando foi assediada.

A presidente do Conselho de Ética, Maria Lúcia Amary (PSDB), deu cinco dias corridos para que Cury apresente sua defesa e provas.

A primeira reunião do conselho está marcada para a próxima quarta-feira (3), às 11h, quando Maria Lúcia vai comunicar aos demais integrantes sobre a representação de Isa Penna. Na sequência, deve ser nomeado um relator para o caso.

Cury foi afastado por seu partido após a repercussão do caso, em dezembro de 2020.

Isa comentou a abertura do processo em seu Twitter.

“Acho que um dos momentos mais decisivos para minha história política está chegando, é uma responsabilidade enorme lutar por justiça pensando em todas as mulheres que passaram o mesmo e não tinham a voz que eu tenho. Cassação já!”, escreveu ela.

Publicidade