Cidadania Economia

Junta Comercial não receberá mais documentos físicos

A partir do dia 16 (segunda-feira), a autarquia só trabalhará com registros digitais

AGÊNCIA BRASÍLIA *

As longas filas na Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis-DF) estão com os dias contados. A partir de segunda-feira (16), a autarquia só trabalhará com documentos digitais, passando a ser o atendimento presencial feito apenas por agendamento.

Paralelamente, encontra-se em desenvolvimento o serviço de chat 24 horas a ser instalado no site do órgão. Antes dessa mudança, porém, os empresários individuais, sociedade anônima (S.A) e cooperativas têm até sexta-feira (13) para entregar, de modo físico, registros de constituição.

Digitalização total

“Uma das promessas do governador Ibaneis Rocha era trazer a Junta Comercial para o GDF, mas não era só assumir a gestão, era melhorar a vida do empresário; e, com a digitalização total da autarquia, damos mais um passo nesse sentido”, explica o presidente da Jucis-DF, Walid Sariedine. “Agora, o empresário e o contador podem resolver tudo pela internet. Nada mais de filas na Junta Comercial.”

A mudança atende à resolução do Plenário de Vogais, que, aprovada em 31 de julho deste ano, disciplina a adoção exclusiva do registro digital para prestação dos serviços de registro público de empresas mercantis e atividades afins na Jucis-DF. Outros prazos foram determinados na época para que as pessoas tivessem tempo de se adequar à mudança. Todos os demais já encerraram.

Com informações da Jucis-DF