Votos brancos e nulos continuam em níveis recordes, aponta Datafolha

Os votos brancos e nulos nas eleições deste ano, aferidos pelas mais recentes pesquisas do Instituto Datafolha, continuam em patamares recordes, alertam os diretores desse instituto Mauro Paulino e Alessandro Janoni. Eles citam, por exemplo, que no cenário em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está detido na Polícia Federal de Curitiba, é excluído da corrida presidencial, brancos e nulos superam os de Jair Bolsonaro (PSL).

Apesar de liderar a mostra de intenções de voto no primeiro e no segundo turnos, o Lula vem perdendo fôlego após sua prisão, na pesquisa espontânea, com queda de sete pontos porcentuais nessa mostra, em relação ao período no qual ainda desfrutava de liberdade.

Os diretores do Datafolha destacam o único índice que cresceu na pesquisa espontânea, o qual reforça a tese da crise de representação: quem revela logo no início da entrevista voto nulo ou em branco. E hoje essa é a resposta imediata de aproximadamente um em cada quatro brasileiros (23%). Em janeiro deste ano, o índice era de apenas 8%.

A mais recente pesquisa Datafolha, elaborada nas últimas quarta (6/6) e quinta-feira (7), baseou-se 2,8 mil entrevistas em 174 municípios em todos os estados brasileiros, mais Distrito Federal. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal SE sob número BR-05110/2018.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *