TJ manda policias civis suspenderem greve sob pena de multa de R$ 500 mil

A Justiça decretou na madrugada de hoje (04) ilegal a greve dos policiais civis, em atendimento a uma ação do Núcleo de Controle da Atividade Policial (NCAP) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

A greve foi decretada ontem (03) por 48 horas em assembleia da categoria.

Pela decisão, fica proibida qualquer manifestação no perímetro do Estádio Nacional Mané Garrincha, sob pena de pagamento de multa de R$ 500 mil por parte dos sindicatos ligados à categoria (Sinpol e Sindepo).

Os policiais civis devem voltar às atividades. A multa diária por descumprimento dessa decisão é de R$200 mil.

O Sindepo já foi notificado. Um oficial de Justiça deve notificar ainda nesta manhã os dirigentes do Sinpol.

Na decisão, em caráter liminar, tomada no plantão, o desembargador Sebastião Coelho sustenta o receio de que a suspensão do trabalho da Polícia Civil prejudique a segurança na abertura dos jogos olímpicos em Brasília.

Sebastião Coelho ressalta: “A segurança pública, definitivamente, é um dos pontos mais sensíveis deste evento, em face dos recentes e cada vez mais recorrentes atentados de natureza terrorista acontecidos em vários países do mundo”.

E reforça: “Não é possível que a segurança da população do Distrito Federal e de todos aqueles que a está capital se dirigem para assistir aos jogos seja utilizada como moeda de troca nessa negociação”.

Publicado originalmente pelo site G1

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *