Tecnologia

Com um ano de existência, SebraeLab tem programação voltada às startups

Com o propósito de estimular a criatividade, a inovação, a geração de novos conhecimentos e uma nova forma de gerenciar, o SebraeLab comemorou um ano de existência nessa terça-feira (2), em evento na sede do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic). O governador em exercício, Paco Britto e demais autoridades elogiaram a iniciativa do espaço destinado ao compartilhamento, colaboração e cocriação de iniciativas inovadoras para Brasília. Neste ano de 2019, já visitaram o local mais de 10 mil participantes cadastrados e foram realizados quase 400 eventos sobre o assunto.

Paco Britto falou sobre os desafios do futuro, no evento que teve, em sua programação, debates sobre Cidades Inteligentes – com os temas Internet das Coisas; Big Data; Cloud Computing; Segurança Cibernética – e apresentação dos finalistas de startups, entre outros tópicos.

“Como serão os empregos nos anos que virão? A inteligência artificial, a tecnologia 5G, a nanotecnologia, o mundo virtual, tudo isso nos envolve desde já, mas estamos apenas arranhando as portas do futuro”, observou, acrescentando que devido a isso, iniciativas como o SebraeLab “devem ser valorizadas e incentivadas”. Ele anunciou que conversou com o presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Caio Mario Paes de Andrade, para trazer a maior empresa pública de tecnologia da informação do mundo “para dentro do Biotic”.

O diretor-presidente do Biotic, Gustavo Dias, debateu com a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB), a possibilidade de uma linha destinada ao local “para melhorar a questão da mobilidade”, já que, segundo disse, o acesso é difícil naquele ponto. Já o superintendente regional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Valdir Oliveira, ressaltou que a entidade está avançando em temas que são importantes para a economia do Distrito Federal. “Esse esforço só foi possível com as ações do Governo, que tem nos apoiado”, afirmou, acrescentando também que “a alma do funcionário” é o diferencial do Sebrae-DF.

O deputado distrital Rodrigo Delmasso citou dois projetos de lei da Câmara Legislativa que visam transformar o DF em um grande laboratório de inovação: um deles trata da criação do Plano Distrital de Internet das Coisas e o outro fala sobre o Plano Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação no DF, em parceria com a secretaria de mesmo nome. Ele citou que, em setembro, a Câmara vai inaugurar o painel eletrônico de registro das presenças dos deputados. “Até o fim de 2021, seremos a primeira Casa do país totalmente eletrônica”, garantiu, referindo-se, também, ao Termo de Cooperação Técnica enviada, segundo ele, nessa terça-feira para a Biotic.

Finalista
Uma das cinco startups finalistas do SebraeLab, a empresa Mi Petit, de propriedade da engenheira civil Valéria Freitas, produz comidas congeladas para bebês e crianças. Segundo a empresária, o diferencial está no preparo. “Não é papinha; é uma comidinha separada, como recomenda a Sociedade Brasileira de Pediatria e o Ministério da Saúde”, explicou. Para ela, que está apresentando o produto em um ambiente formal, é pura “emoção”. Confiante, Valéria acredita que, a partir de agora, a empresa terá um crescimento exponencial, pois terá visibilidade e crescimento sustentável.

Participaram do evento comemorativo os secretários de Relações Internacionais, embaixador Pedro Luiz Rodrigues; de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha; de Projetos Especiais, Everardo Gueiros; de Turismo, Vanessa Mendonça; a diretora do Sebrae-DF, Rose Rainha; o diretor-geral do DFTrans, coronel Josias Seabra; o diretor-presidente da Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF), Alexandre André dos Santos; o diretor-presidente da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB), Chancerley Santana; além de empresários e empreendedores do setor e demais convidados.

Fonte: Agência Brasília