Sociedade

Mutirão para zerar fila do passe livre para pessoas com deficiência

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) juntamente com a Secretaria de Estado de Saúde iniciarão uma força tarefa nesta terça-feira (19/02), na Estação do Metrô da 112 Sul. O objetivo é concluir os 18.951 processos, que se encontram pendentes de análise para concessão do passe livre para pessoas com deficiência. A iniciativa terá duração de 30 dias.
Para a ação, sete médicos trabalharão de 9h às 17h avaliando e emitindo os laudos necessários para concluir os processos. Cinco deles, da Secretaria de Saúde. “Fizemos uma parceria para agilizarmos o processo. Para nós isto é fundamental e, por isto, estamos tratando como prioridade”, avaliou o secretário da Sejus, Gustavo Rocha.
Com o reforço e apoio da Secretaria de Saúde, a produção e conclusão dos processos vai dobrar. Atualmente, a Sejus produz 400 laudos semanais. Agora, serão mais 455, totalizando 855 laudos por semana. De acordo com o subsecretário de Direitos Humanos, Juvenal Araújo, “com esse mutirão será possível o atendimento de 3.412 pessoas com pendência de avaliação médica, 10.313 pessoas com pendências de documentos e 5.102 pessoas com pendências de laudos médicos”.
Após 1 mês de ação da força-tarefa, e a conclusão de todos os processos, a equipe desenvolverá protocolo específico para definição dos critérios de inclusão e exclusão da concessão do passe-livre especial.
O referido protocolo obedecerá à literatura médica para enquadramento da deficiência e as legislações vigentes, sendo ainda, aberta a consulta pública para contribuição de especialistas e da sociedade.
*Com Informações da Ascom Sejus

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário