GDF Sociedade

Governo do DF confirma terceiro caso de coronavírus; falta contraprova

Foto Divulgação

Trata-se de homem internado em um hospital particular, na Asa Sul. Caso ainda não foi contabilizado pelo Ministério da Saúde.

Por Afonso Ferreira, Pedro Alves e Gabrielle Freire, G1 DF e TV Globo

O governo do Distrito Federal confirmou, nesta quinta-feira (12), o terceiro caso de coronavírus na capital. Segundo o GDF, trata-se de um homem que está internado em um hospital particular na Asa Sul.

Apesar do Palácio do Buriti atestar a comprovação, o caso não foi incluído no último boletim da Secretaria de Saúde do DF, publicado no começo da noite. Questionada pela reportagem, a pasta não havia se pronunciado até a última atualização desta reportagem.

De acordo com o Palácio do Buriti, a contraprova ainda é aguardada. O caso também não foi contabilizado no boletim divulgado pelo Ministério da Saúde (MS) na tarde desta quinta.

Segundo o MS, o DF tem 82 casos suspeitos da doença, dois confirmados e 44 descartados. Pela manhã, o número de suspeitas era de 91.

Na quarta-feira (11), o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou a suspensão de aulas em instituições de ensino públicas e particulares, além de eventos com público acima de cem pessoas. A medida foi tomada após a declaração de pandemia do novo coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) (veja mais abaixo).

  • Ibaneis altera decreto para novo coronavírus e recomenda distância de 1 metro entre as pessoas no DF
  • UnB suspende aulas por cinco dias devido ao coronavírus; medida vale a partir desta quinta

Os dois primeiros casos da doença confirmados na capital são um casal que fez viagem ao Reino Unido e à Suíça, no mês passado. A mulher está internada em isolamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Asa Norte.

Segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do DF nesta quinta, ela está em estado grave e apresenta síndrome respiratória aguda severa, mas sem febre. De acordo com a pasta, o estado da mulher foi agravado por doenças relacionadas que ela já possuía.

Já o marido está em isolamento. A Justiça chegou a determinar que ele fizesse o exame para o vírus, a pedido do GDF. A defesa do homem, no entanto, alega que ele nunca se recusou a realizar o teste.

Concurso da Polícia Civil do DF é suspenso por conta de decreto sobre coronavírus
Decreto de suspensão de atividades


Ibaneis Rocha em entrevista na TV Globo — Foto: TV Globo/Reprodução

 

O decreto do GDF que suspendeu aulas em instituições de ensino e eventos foi publicado na noite de quarta-feira. Segundo a medida, deve ser interrompida a realização de:

Eventos, de qualquer natureza, que exijam licença do poder público, com público superior a cem pessoas;
Atividades educacionais em todas as escolas, universidades e faculdades, das redes de ensino pública e privada.
Ainda de acordo com o texto, “os bares e restaurantes deverão observar na organização de suas mesas a distância mínima de dois metros entre elas”. Nesta quinta, o decreto foi alterado e incluiu ainda a orientação para que as pessoas mantenham a distância mínima de 1 metro umas das outras em eventos abertos.

Ao justificar a medida, o governador afirmou que o objetivo é garantir uma análise das atitudes a serem tomadas depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19.

“Eu preciso de um prazo para absorver a decisão que foi tomada mundialmente.”

Cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
  • Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos;
  • Evitar aglomerações de pessoas.