Sociedade

Adolescente é mantida em cárcere privado e obrigada a se prostituir pelo próprio primo

Foto: Reprodução

Caso aconteceu na Zona Oeste do Rio de Janeiro

Por Julinho Bittencourt

A Polícia Militar resgatou, nesta segunda-feira (28), uma adolescente mantida em cárcere privado no Itanhangá, na Zona Oeste do Rio. A jovem de 17 anos, que veio da Bahia, era mantida presa em casa por dois homens. Um deles é o seu próprio primo.

A adolescente, que não teve a identidade divulgada, teria vindo para o Rio com a promessa de trabalhar com o primo. Os dois a prenderam, a teriam obrigado a se prostituir e só a soltariam para retornar à cidade natal caso fosse pago um valor de R$ 2.500.

A Polícia Militar resgatou, nesta segunda-feira (28), uma adolescente mantida em cárcere privado no Itanhangá, na Zona Oeste do Rio. A jovem de 17 anos, que veio da Bahia, era mantida presa em casa por dois homens. Um deles é o seu próprio primo.

A adolescente, que não teve a identidade divulgada, teria vindo para o Rio com a promessa de trabalhar com o primo. Os dois a prenderam, a teriam obrigado a se prostituir e só a soltariam para retornar à cidade natal caso fosse pago um valor de R$ 2.500.

A denúncia foi feita pela mãe da jovem ao Conselho Tutelar de Maracás.

Dois homens que mantinham a menor no endereço foram presos e levados à 16ª DP (Barra da Tijuca). Lá, eles foram autuados por sequestro, ofensa e injúria. A adolescente ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar da Barra.

O caso foi registrado na 16ªDP e a vítima ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar da Barra da Tijuca.

Com informações da Tupi FM e do Dia

About the author

Joao Victor Martins

Add Comment

Click here to post a comment

Publicidade