Saude

Governança é tema de palestra para servidores da Saúde

Com o tema “Governança pública para transformar o Brasil – alavancar a produtividade e a competitividade do país”, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes falou durante cerca de 2 horas na tarde desta segunda-feira (24) aos servidores da rede pública de Saúde do Distrito Federal.

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, abriu o evento enaltecendo a importância da parceria firmada entre o GDF e TCU no início do governo.

“Porque não tem governança. Temos que instalar a governança em todo o Brasil, temos que competir com outras nações. São 15 milhões de servidores públicos em todo país que precisamos sensibilizar. E a governança que queremos implantar no Distrito Federal tem de ser exemplo para todo o Brasil”Augusto Nardes, ministro do TCU

“Por meio da interlocução da secretaria de Governança com o Tribunal, hoje temos aqui todo esse conhecimento sobre o tema. É um momento de aprendizado com o ministro Nardes, que palestra sobre governança em vários países”, ressaltou.

Okumoto também comentou sobre a primeira reunião do Comitê Interno de Governança Pública da Saúde, realizada no início de junho, e sobre o Conselho Permanente de Políticas Públicas, do qual também faz parte.

“Através das reuniões estamos buscando essas capilaridades para termos mais condição de oferecer o melhor para a população”, acrescentou.

Governança e Gestão

O ministro iniciou a palestra fazendo uma pesquisa online com o público presente para saber qual era o entendimento das pessoas sobre o tema. Quando perguntou se governança e gestão são sinônimos, 35% responderam que sim.

“A governança tem capacidade de liderar, enxergar o todo, o conjunto, como organizar isso. É uma visão macro. Já a gestão é planejar, agir, executar. Portanto, não podemos confundir governança com gestão. Não são sinônimos”, explicou Nardes.

Para mostrar o que é governança e sua importância, o ministro usou como exemplo o Japão. “O país saiu das cinzas em 1945 após segunda guerra mundial e se transformou na maior potência. Hoje comanda a robótica, a inteligência artificial. Como conseguiu? Através de liderança, estratégia e controle, que são os pilares da boa governança.”

Nardes foi além e contestou o fato de o Brasil não evoluir, não conseguir se organizar e, consequentemente, não sair da mesmice.

“Porque não tem governança. Temos que instalar a governança em todo o Brasil, temos que competir com outras nações. São 15 milhões de servidores públicos em todo país que precisamos sensibilizar. E a governança que queremos implantar no Distrito Federal tem de ser exemplo para todo o Brasil”Augusto Nardes

A secretária executiva de Governança e Compliance, Cristiane Nardes, também presente no auditório da Secretaria de Saúde, falou sobre o comprometimento dos secretários em relação à disseminação das boas práticas de gestão nas pastas. Ela destacou ainda o apoio recebido desde o início da gestão.

“Fazer governança é um desafio e o governador Ibaneis Rocha é um grande patrocinador, mostrou sua preocupação com o tema desde a transição ao criar a secretaria executiva de Governança e Compliance e instituir a Política de Governança e Compliance no âmbito da administração pública, autárquica e fundacional do DF. Esse governo que fazer a diferença”, observou a secretária.

*Com informações da Secretaria Executiva de Governança e Compliance do Distrito Federal