saúde

Rússia testará vacina Sputnik V em 40 mil voluntários na próxima semana

Foto: reprodução

Segundo diretor do fundo russo que financia o projeto, esta etapa iniciará a aplicação da vacina em civis (até agora ela só foi provada em cientistas e militares russos), e será realizada “em total conformidade com os padrões internacionais”

A Rússia anunciou nesta quinta-feira (20) que realizará, na próxima semana, a aplicação da vacina Sputnik V na população civil, começando como 40 mil voluntários escolhidos para serem os primeiros a prová-la.

Até agora, os ensaios clínicos realizados com a vacina foram feitos com os próprios cientistas do Centro Gamaleya, responsáveis pelo desenvolvimento do produto, e com milhares de voluntários militares, homens e mulheres das Forças Armadas russas, ativos ou da reserva, com idades entre 18 e 65 anos.

A Rússia registrou a Sputnik V no dia 11 de agosto e se tornou o primeiro país do mundo a ter oficialmente uma vacina contra a covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus. O país também já anunciou que iniciará uma campanha de vacinação massiva dos seus cidadãos, a partir da última semana de setembro.

Segundo Dmitriev, a Rússia também já recebeu pedidos de mais de 20 países interessados em receber doses da vacina. Informações de agências russas asseguram que o governo estadual do Paraná seria um desses interessados.

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário