saúde

Coronavac: Estudo chinês mostra que vacina não provocou efeitos colaterais

O governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (23), resultados de um estudo chinês que mostrou que 94,7% dos mais de 50 mil voluntários da CoronaVac, na China, não apresentaram nenhum sintoma adversos em relação à vacina.

No Brasil, ela está sendo testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac. Segundo o governador João Doria, o resultado dos estudos clínicos mostram apenas 5,3% de efeitos de baixa gravidade — como é o caso da dor no braço, no local da aplicação da injeção. “Esses resultados comprovam um excelente perfil de segurança”, afirmou.

“Desde o dia 21 de julho, no Brasil, não tivemos registro de reações adversas graves. Além de segura, ela é altamente eficiente”, completou Doria, ao dizer que também torce pelo sucesso das outras vacinas que estão sendo testadas. “Quanto mais vacinas forem aprovadas pela Anvisa, mais brasileiros serão salvos.” Na China, aCoronaVac apresentou eficiência de 98% na imunização.

Até 31 de dezembro, o Brasil deve receber cerca de 46 milhões de doses. Até 28 de fevereiro, pelo menos 60 milhões de doses devem estar à disposição dos brasileiros do Estado de São Paulo. A região tem, nesta quarta-feira (23), 951.973 casos de Covid-19 e 34.492 óbitos.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 46,9% no Estado e 46,1% na Grande São Paulo. Quanto ao número de internados, 3.972 estão em UTI e 5.280 estão em enfermaria — entre casos confirmados e suspeitos.

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário