Quem é a servidora da PF de Brasília investigada por associação ao tráfico internacional

servidora da Polícia Federal Hélida de Oliveira Vaz, 32 anos, presa no DF na segunda-feira (4/9), no âmbito da Operação Brabo, foi solta. A mulher ganhou a liberdade após passar pela audiência de custódia na manhã desta terça (5). A decisão foi tomada pela 9ª Vara Criminal de São Paulo. A servidora da Polícia Federal (PF) saiu do tribunal acompanhada do advogado e deve retornar a Brasília nos próximos dias.

Hélida é suspeita de vazar informações para uma organização criminosa acusada de tráfico internacional de cocaína. Segundo as investigações, ela teria atuado no esquema realizando pesquisas “encomendadas” por criminosos no sistema da Polícia Federal.

Brabo
O nome da operação remete a um dos destinos da droga, o porto de Antuérpia (Bélgica). Brabo seria um soldado romano que teria libertado os habitantes da região do Rio Escalda, onde se localiza a cidade belga, do controle de um gigante. Após a batalha, o guerreiro teria jogado a mão decepada do inimigo no rio. Essa lenda deu origem ao nome da cidade.

Fonte: Metropolés

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *