Problemas com sono podem levar a vício em redes sociais

Problemas com sono podem levar a vício em redes sociais. Um novo estudo mostrou que navegar no Facebook muitas vezes durante o dia pode significar que você está dormindo bem menos do que deveria.
Uma pesquisa com estudantes universitários mostrou que aqueles que costumavam dormir pouco constantemente passavam mais tempo navegando na internet, principalmente em redes sociais, quando comparados com aqueles que estavam bem descansados (Thinkstock/VEJA).
Navegar o Facebook e outras redes sociais de maneira exagerada durante o dia pode ser um sintoma da privação do sono. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Irvine, nos Estados Unidos, mostrou que jovens que dormem pouco à noite passam mais tempo navegando na internet durante o dia. As informações são da revista americana Time.
Para chegar a estes resultados, os pesquisadores analisaram as atividades de 76 estudantes da universidade. Ao longo de uma semana a equipe reuniu dados dos computadores e smartphones dos participantes usando um software especial. Os alunos também completaram questionários com informações sobre o sono respondem questões referentes ao humor, engajamento no trabalho e nos estudos, diariamente.

Os resultados mostraram que há uma ligação direta entre a falta crônica de sono e o aumento da navegação na web durante o dia, incluindo o uso do Facebook e de outras redes sociais. Os estudantes privados de sono também se mostraram mais propensos a trocar de tela com maior frequência do que aqueles que estavam bem descansados e afirmaram que as redes sociais ajudavam a mantê-los energizados. Eles também apresentaram sintomas comuns da privação do sono, como oscilação de humor, dificuldade de concentração e redução da produtividade.
“Quando você dorme menos, você está mais propenso à distração. Se você se distrair, o que você faz? Você vai para o Facebook. É leve, é fácil, e você está cansado”, disse Gloria Mark, principal autora do estudo.

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *