Presidente do TJ-GO também cobra União por investimentos em segurança

A mais alta autoridade do Poder Judiciário de Goiás, o presidente do Tribunal de Justiça, Gilberto Marques, concorda com a defesa do governador Marconi Perillo de que a crise no sistema prisional brasileiro só caminhará para a solução se a União assumir sua efetiva responsabilidade para com o setor.

“Apesar de ser incumbência do Governo Estadual, não podemos culpá-lo. É uma responsabilidade que deveria ser da União, que tem força e recursos para assumir o sistema prisional. O Estado não tem condições de assumir sozinho esse papel”, disse o presidente do TJ, nesta quarta-feira.

O governador Marconi Perillo solicitou à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o agendamento, em caráter de emergência, de reunião com os governadores e o ministro da Justiça, Torquato Jardim, para a discussão de medidas para a crise do sistema prisional brasileiro. Marconi telefonou para Cármen Lúcia para discutir e avaliar a crise nas unidades de detenção do País. A presidente do STF afirmou que marcará rapidamente o encontro.

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *