Politica

TSE: quase duas mil urnas trocadas até o início da tarde no 2° turno

Brasília(DF), 02/10/2016 - Eleições 2016 no entorno - Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

Em novo balanço divulgado no início da tarde deste domingo (28/10), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 1.956 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o país no segundo turno. É mais que o dobro do boletim anterior, que registrou a troca de 912 aparelhos de votação.

Até o momento, 0,38% das urnas disponíveis foram substituídas. No Distrito Federal, foram 16 aparelhos trocados. Segundo o TSE, 454.493 urnas foram distribuídas por todo o país. Outras 65.156 foram disponibilizadas para possíveis substituições.

Maior colégio eleitoral do país, São Paulo substituiu 339 urnas. No Rio de Janeiro, foram 266. De acordo com o tribunal, nenhum local do país tem seções com votação manual.

No primeiro turno, 2,4 mil urnas foram trocadas após apresentarem problemas técnicos ou serem danificadas. Um dos casos marcantes em 7 de outubro foi o de um homem que danificou um aparelho a golpes de marreta, em Morro da Fumaça (SC).

Prisões
De acordo com o TSE, 35 pessoas foram presas até o início da tarde deste domingo. Somente no Pará, foram 13 ocorrências que resultaram em cadeia. Outras 46 ocorrências foram registradas, mas sem a prisão dos envolvidos.

No DF, duas pessoas foram presas por fotografarem a urna durante a votação. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), as ocorrências foram no Recanto das Emas e Varjão.

Segundo o artigo 312 do Código Eleitoral, “violar ou tentar violar o sigilo do voto” é crime, com pena de de até dois anos de prisão. A multa pode chegar a até R$ 15 mil. Além disso, o artigo 91 da Lei 9.504, proíbe ao eleitor “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabine de votação”.

Fonte: Metropoles

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário