Politica

Possibilidade de participação de Sérgio Moro em comício virtual ameaça rachar frente ampla

Foto -Divulgação

Guilherme Boulos avisou de saída: “Se ele entrar por uma porta, eu saio por outra”

O convite feito pelo deputado José Nelto (Podemos-GO) ao ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, para participar do comício virtual pela democracia organizado pelo Direitos Já rachou o movimento.

O líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) e ex-candidato à Presidência pelo PSOL, Guilherme Boulos, avisou de saída: “Se ele entrar por uma porta, eu saio por outra”. O ex-ministro Aldo Rebelo também reagiu: “Avisem quando estiver para acontecer”.

A leitura de um documento na abertura do evento, no dia 26, que não tocava no nome do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) também provocou discórdia. Líderes de oposição exigiram que o nome do presidente estivesse no texto.

Outra confusão foi provocada pela revelação do Painel, da Folha, de que o evento reuniria os ex-presidentes Michel Temer, , e os ex-presidenciáveis Fernando Haddad (PT-SP) e Guilherme Boulos, além de Luciano Huck.

Sarney e Temer, que já tinha até enviado vídeo para o ato, desistiram de participar. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, tinha confirmado presença e também deu um passo atrás.

Uma das lideranças que participará do evento afirmou para a coluna de Mônica Bergamo que o nível de esgarçamento nos últimos anos no Brasil foi enorme. Para ele, não há hoje liderança que consiga unir os distintos polos da disputa política.

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário