Politica saúde

OMS: troca no Ministério da Saúde é “caótica”

Marcelo Queiroga (Foto: Reprodução/AMB)

Para a cúpula da organização, apenas uma “mudança radical” e a adoção de medidas mais rígidas de isolamento social poderiam reverter a situação da pandemia no Brasil em um cenário onde a vacinação em massa não é realidade. O novo ministro Marcelo Queiroga deve seguir o caminho oposto

247 – A cúpula da Organização Mundial da Saúde (OMS) reagiu negativamente à chegada de Marcelo Queiroga ao Ministério da Saúde.

A troca de Eduardo Pazuello foi caracterizada como “caótica”, reporta Jamil Chade, no Uol. “Todos temos um pé atrás com o Brasil atualmente”, acrescentou um cientista que integra um grupo de aconselhamento da organização.

Para a cúpula, apenas uma “mudança radical” e a adoção de mais rígidas normas de isolamento social, o que já foi negado, poderiam alterar o curso da pandemia no Brasil enquanto a vacinação em massa não é uma realidade. O novo ministro deve seguir o caminho oposto.

Publicidade