Politica

Interpol não inclui Allan dos Santos em lista de procurados

Foto: Reprodução

Entidade deveria colocar o nome automaticamente mas, segundo relatos de investigadores, tem feito uma análise jurídica para evitar ações contra supostos perseguidos políticos

Por Carolina Fortes

De forma inédita, a Interpol não atendeu até agora os pedidos de autoridades brasileiras para incluir em sua lista o nome do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Já o caminhoneiro Marcos Gomes, o Zé Trovão, chegou a ser colocado no alerta vermelho da entidade, mas foi retirado.

Normalmente, o processo é feito de forma célere. Porém, no caso de Allan, a solicitação foi feita há mais de um mês, quando o ministro Alexandre de Moraes determinou a prisão do blogueiro, que segue de forma ilegal nos Estados Unidos.

Zé Trovão teve um pedido de prisão expedido por Moraes por causa da participação na organização dos atos de 7 de Setembro. Após dois meses foragido no México, ele voltou ao Brasil se entregou à Polícia Federal.

Em teoria, a Interpol deveria incluir os nomes automaticamente para acionar a rede de países integrantes e efetuar a prisão ordenada. No entanto, segundo relatos de investigadores à “Folha de S. Paulo”, a entidade tem feito uma análise jurídica dos casos para evitar ações contra supostos perseguidos políticos.

Pedido de extradição de Allan dos Santos

O pedido de extradição de Allan dos Santos demorou quase um mês para chegar no governo norte-americano após a ordem de prisão expedida por Moraes. Até agora, os Estados Unidos não decidiram o que fazer com o blogueiro, que segue de forma ilegal no país.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o processo saiu de um departamento do Ministério da Justiça a caminho dos EUA dois dias antes de a decisão de Moraes ser divulgada, em outubro. Porém, só chegou ao país na metade do mês de novembro.

O dono do falido canal “Terça Livre” voltou a atacar Moraes durante entrevista recente concedida à rede de TV de extrema-direita Jovem Pan News. Allan disse que não confia “nem a pau” em Moraes e acusou o ministro de impor “um sistema de terrorismo psicológico”. “Cadê os humoristas, que não fazem mais piadas com o Moraes?”, questionou.

“O problema é que, de acordo com as regras do STF, nenhum ministro pode interferir nas decisões monocráticas de outro. Está tudo no colo do Alexandre de Moraes, e ele está gostando disso. Todo psicopata gosta de achar que tem poder. É um tirano que está ali fazendo o que quer e nenhum ministro pode chegar ali e parar o cara. Agora, psicopata tem medo de opinião pública…”, completou.