Justiça Politica

Impune, Temer também critica Lula por “radicalizar”

“Imaginei que a sabedoria política determinaria que ele dedicasse os 580 dias na prisão à unidade do País. Ele ganharia politicamente. O Brasil também ganharia. Mas ele radicalizou”, disse ainda Temer

247 – Em sua entrevista ao jornalista Pedro Venceslau, Michel Temer também criticou o ex-presidente Lula, aparentemente em razão do fato de o líder petista não ter abraçado a “ponte para o futuro” nem defendido o golpe de estado de 2016. “Como eu prego muito a pacificação, imaginei que a sabedoria política determinaria que ele dedicasse os 580 dias na prisão à unidade do País. Ele ganharia politicamente. O Brasil também ganharia. Mas ele radicalizou. Achei que isso foi equivocado institucionalmente”, disse Temer.