Politica

GDF Presente garante iluminação e manutenção de vias no Lago Sul

Lançado para atender com agilidade às demandas emergenciais da população, o GDF Presente tem garantido a execução de solicitações que passaram muito tempo esquecidas. O programa chegou recentemente ao Lago Sul e viabilizou a reposição de 84 postes, que, segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), estavam danificados.

As obras foram feitas em uma movimentada avenida local, a Estrada-Parque Dom Bosco (EPDB). Inicialmente, foram substituídos os postes ao lado das QIs; agora, as equipes trabalham no sentido das QLs.  Os investimentos foram de R$ 109 mil.

A maioria dos postes é do tipo simples, com 10 metros e altura e luminárias de 400w, mas também foram repostos dois postes duplos com a mesmas medidas.  As luminárias são convencionais, de vapor de sódio.

Segurança

Quem passa pelo local sentiu a diferença. O comerciante Ademir Vargas Pereira, 29 anos, disse que a região ficou mais clara. “Melhorou bastante”, avalia o comerciante Ademir Vargas Pereira, de 29 anos, destacando o fato de a região ter ficado mais clara após a substituição dos equipamentos danificados.

O atendente Breno Rocha, 23 anos, lembra que as obras trazem mais segurança para os moradores e trabalhadores. “Nós, que trabalhamos nos  food trucks, ficamos mais tranquilos quando a iluminação é boa”, diz.

O presidente da CEB, Edison Garcia, ressalta que ampliar a segurança, melhorando a iluminação ao longo da via, é um dos principais objetivos visados pela ação. “Faz parte de um trabalho de melhoria da iluminação pública que está sendo realizado em todas as regiões administrativas”.

Outras ações

Além da iluminação, o GDF Presente também marcou presença na manutenção das vias do Lago Sul.  A ação contemplou, inicialmente, as quadras 18, 19, 20, 21 e 22.  “Estamos fazendo uma pavimentação nova em toda a extensão da via, nos dois sentidos”, explica o coordenador do programa na região, Alexandro César. Também estão sendo executados trabalhos de limpeza, podas de árvores e uma obra fluvial na QI 21, para evitar inundações na época das chuvas.

Os trabalhos de recuperação contemplam também as quadras residenciais. “Estamos atendendo demandas antigas da população. Por exemplo, a operação tapa-buracos está sendo realizada também nas quadras internas e isso nunca aconteceu”, pontua Alexandro.

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário