Eleições 2020 Politica

Em queda nas pesquisas, João Campos aposta em discurso antipetista contra Marília Arraes

João Campos, do PSB (Reprodução)

O candidato do PSB, no entanto, apoiou Haddad na disputa à presidência e defendeu o movimento Lula Livre

Por Luisa Fragão

Candidato à prefeitura de Recife, João Campos (PSB) tem apostado em um discurso antipetista como forma de vencer Marília Arraes no segundo turno da capital de Pernambuco. Pesquisas de intenções de voto apontam uma desvantagem do candidato na disputa.

Pesquisa Datafolha divulgada na quinta-feira (19) mostrou Arraes com 55% das intenções dos votos válidos, ante 45% de João Campos.

“Você lembra quem faz parte do PT nacional? José Dirceu, Gleisi Hoffman, Mercadante. Pense antes de votar. Eles querem voltar”, diz a propaganda de Campos. Em debates, ele também tem feito ataques do tipo. “É de causar estranheza uma candidata do PT falar em corrupção”, disse.

O discurso de João Campos contra o PT é contraditório, visto que ele apoiou Fernando Haddad na disputa à presidência, em 2018, e defendeu o movimento Lula Livre. Além disso, o PSB integrou as três últimas gestões petistas no Recife, de 2001 a 2012.

O ex-prefeito de São Paulo, no entanto, chegou a ser vaiado por petistas em ato em Pernambuco, durante sua campanha à presidência, ao mencionar o nome de João Campos.