Politica

China acusa Washington de interferir na relação Brasil-China

O diplomata chinês Qu Yuhui (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Ministro-conselheiro da Embaixada da China alerta para a politização promovida pelos Estados Unidos para interferir na relação do país asiático com o Brasil

De acordo com o diplomata, “estão querendo introduzir ideologia em qualquer projeto de cooperação entre China e Brasil”, disse à Coluna do Estadão.

O pano de fundo é a participação da Huawei no leilão do 5G, que os EUA tentam, a todo custo, evitar. Yuhui diz ainda que os americanos fazem, inclusive no Brasil, “ataques muito violentos” à China.

O ministro-conselheiro diz tratar-se de “uma tendência muito perigosa”, que “pode prejudicar o bom andamento das relações entre a China e o Brasil”.

Em entrevista ao jornal O Globo, o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chappman, disse que a participação da Huawei no leilão do 5G pode trazer “consequências” ao Brasil.

Segundo o diplomata chinês, que chamou a declaração de “ameaça”, a China não fará pressão, mas ressaltou que o leilão será um “importante parâmetro”. “Para nós, é importante que uma empresa chinesa possa concorrer em qualquer mercado do mundo, em condições não discriminatórias, num ambiente aberto e transparente”, afirmou.