Politica

Bolsonaro volta a ofender Dilma e compartilha vídeo xingando-a de “cafetina”

Em seu levante para rever a história da ditadura militar no Brasil, Jair Bolsonaro publicou um vídeo no twitter de um discurso que ele teria feito na Câmara em novembro de 2014 quando comparou Dilma Rousseff a uma “cafetina que escolheu sete prostitutas” para escrever sua biografia com o objetivo de definir a Comissão da Verdade. Assista

Em seu levante para rever a história da ditadura militar no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro publicou nesta quinta-feira (8) um vídeo em seu twitter de um discurso que ele teria feito na Câmara em novembro de 2014 quando comparou a ex-presidenta Dilma Rousseff a uma “cafetina que escolheu sete prostitutas” para escrever sua biografia para definir a Comissão da Verdade.

“Em novembro/2014 defini a Comissão da Verdade. Hoje, na LIVE das 19hs, a MP que tirou R$ 1 bilhão dos grandes jornais, o roubo de ouro em SP e a verdade sobre o nosso ‘OURO DOS TOLOS'(SIC)”, disse o chefe do Planalto ao compartilhar o vídeo.

No vídeo, Bolsonaro afirma: “Comparo essa Comissão da Verdade que está aí como aquela cafetina, que ao querer escrever sua biografia, escolheu sete prostitutas e o relatório final das prostitutas era de que a cafetina deveria ser canonizada. Essa é a Comissão da Verdade de Dilma Rousseff”.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Em novembro/2014 defini a Comissão da Verdade. Hoje, na LIVE das 19hs, a MP que tirou R$ 1 bilhão dos grandes jornais, o roubo de ouro em SP e a verdade sobre o nosso “OURO DOS TOLOS”…

Vídeo incorporado

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário