Politica

Bolsonaro se encontra com corregedor de corte que vai julgar caso de Flávio

O presidente elito, Jair Bolsonaro, e o deputado federal, eleito pelo RJ, Helio Bolsonaro, durante entrevista à imprensa, no CCBB.FotoWilson Dias/Agência Brasil

Segundo revista Veja, reunião em Brasília foi solicitada pela Presidência

Por Fabíola Salani

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) solicitou reunião com o corregedor-geral do Tribunal de Justiça (TJRJ) do Rio de Janeiro, desembargador Bernardo Garcez, para esta sexta-feira (20). A informação foi publicada pela revista Veja, para quem o TJRJ confirmou o pedido do encontro, marcado para Brasília.

O órgão especial do TJRJ será o responsável por aceitar ou rejeitar a denúncia do Ministério Público estadual (MPRJ) contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente, no caso das “rachadinhas”.

O desembargador Milton Fernandes de Souza foi sorteado para ser o relator do caso.  A partir de sua análise, o tribunal decide se abre processo ou não contra o senador. O colegiado é composto por 25 juízes.

No entanto, o desembargador-corregedor, no entanto, não tem qualquer tipo de ingerência sobre um eventual julgamento.

A denúncia protocolada há duas semanas pelo MPRJ acusa Flávio de chefiar o esquema de “rachadinhas” em seu gabinete quando era deputado estadual. Segundo a denúncia, parte dos salários de assessores do filho do presidente na Alerj eram desviados. E os recursos serviriam para custear as despesas do filho do presidente. O ex-PM Fabrício Queiroz é apontado pelo MP como operador do esquema. Ele e Flávio estão entre os acusados pela promotoria.

Caso a denúncia seja aceita, Flávio se tornará réu por peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa.