Politica

Assessores de Bolsonaro usam lideranças religiosas para pressionar STF

Decisão monocrática de permitir aglomerações em templos religiosos poderá ser revertida no pleno do STF

Assessores de Jair Bolsonaro fazem apelo a lideranças religiosas para defenderem igrejas abertas a fim de pressionar o Supremo

247 – Integrantes do governo Jair Bolsonaro pediram ajuda para que entidades religiosas se manifestem em favor da liberação da abertura das igrejas, numa tentativa de convencer pressionar o Supremo a manter a decisão monocrática do ministro Nunes Marques.

Apesar do esforço de bastidores, a avaliação é a de que é praticamente impossível conseguir uma decisão no plenário da corte nesse sentido, informa o Painel da Folha de S.Paulo.

Os bolsonaristas aumentaram a campanha para colocar um ministro evangélico na vaga que se abrirá em julho, de Marco Aurélio Mello.

Publicidade