Politica

Aras indica procurador bolsonarista, que tentou encerrar inquérito contra Flávio, para o CNJ

Procurador Sidney Madruga - Reprodução/Facebook

Sidney Madruga é eleitor declarado do clã Bolsonaro e tentou arquivar em 2019, sem diligências, uma investigação de falsidade ideológica eleitoral contra Flávio Bolsonaro

Revista Fórum

O procurador-geral da República, Augusto Aras, comunicou a Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que vai indicar o procurador Sidney Madruga para a vaga que será aberta no órgão em novembro. A informação é de Lauro Jardim, na edição desta segunda-feira (19) do jornal O Globo.

Sidney Madruga é eleitor declarado do clã Bolsonaro e tentou arquivar em 2019, sem diligências, uma investigação de falsidade ideológica eleitoral contra Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Conhecido nos grupos do Ministério Público por defender Bolsonaro e os filhos, Madruga foi alçado por Aras em fevereiro deste ano a coordenador de ensino substituto da Escola Superior do órgão, a ESMPU, responsável por formar os novos procuradores que entram na instituição.