Justiça Politica

Antes da soltura, juíza Gabriela Bertoli decreta nova prisão de Paulo Galo

Paulo Galo - Foto: Mídia Ninja

“O que ela deseja é antecipar a pena. O Galo está sendo perseguido politicamente por essa juíza”, disse o advogado André Lozano, um dos juristas que fazem a defesa do líder dos entregadores de aplicativos

Após postergar o cumprimento da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que deferiu um pedido de soltura nesta quinta-feira (5), a juíza Gabriela Bertoli decretou nova prisão, desta vez de caráter preventivo, do líder dos entregadores de aplicativos, Paulo Galo, preso por envolvimento no ato que colocou fogo na estátua de Borba Gato na capital paulista.

“O que ela deseja é antecipar a pena. O Galo está sendo perseguido politicamente por essa juíza”, disse o advogado André Lozano, um dos juristas que fazem a defesa do ativista.