Para permanecer no poder, Temer recebe 82 deputados em 17 dias

Para tentar se livrar da votação em plenário pela Câmara da denúncia de corrupção passiva feira pelo Ministério Público Federal (MPF), Michel Temer vem ampliando a ofensiva sobre os parlamentares. Desde o último dia 29 de junho, data que a denúncia chegou à Câmara, até este domingo (16), Temer recebeu 82 deputados e 16 senadores nas salas e gabinetes do Palácio do Planalto. Números correspondem a 15% do total de 513 deputados e a 20% do total de senadores.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, nos dias anteriores ao recebimento da denúncia, entre 1 e 18 de junho, por exemplo, Temer teve apenas 31 reunião com deputados e apenas outras dez com senadores.

Dos 40 deputados que votaram pela rejeição da denúncia na Comissão de Constituição e Justiça, Temer reuniu-se com 26. O relator do parecer alternativo em favor do peemedebista, deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), foi quatro vezes ao Planalto desde que a denúncia deu entrada na Câmara.

“Ele sempre teve uma agenda muito aberta para os parlamentares. Mas isso é importante, os deputados sempre pedem reuniões, é importante que o presidente atenda”, afirmou o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP).

Fonte: Brasil 247

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *