Obras de alargamento da EPTG passam por vistoria

Na manhã deste domingo (6), foi dada continuidade às obras de alargamento do trecho da Estrada Parque Taguatinga (EPTG) que passa por cima do Córrego de Samambaia.

Os trabalhadores instalaram no local duas vigas metálicas de sustentação, com 14 toneladas cada uma.

O trânsito foi bloqueado no local, e os motoristas foram orientados a trafegar pela via marginal. A previsão para liberação é às 12 horas. A alteração é no sentido Plano Piloto/Taguatinga. No domingo (13), o mesmo serviço será feito no sentido contrário. Ainda sem horário definido.

O governador Rodrigo Rollemberg acompanhou o trabalho neste domingo. “Isso vai melhorar sobremaneira o tráfego aqui pela Estrada Parque. As pessoas vão ganhar tempo e segurança ao transitar pela EPTG.”

A ação faz parte de um conjunto de obras que tem como objetivo reduzir o número de acidentes e melhorar o trânsito no trecho, onde existe um afunilamento na terceira faixa de rolamento que diminui de 3,5 metros para 2,7 metros.

Depois da obra, a pista passará a ter três faixas de 3,5 metros, além de um acostamento de aproximadamente 2,5 metros.

O alargamento beneficiará quem passa pela DF-085 (EPTG), principalmente os moradores das regiões de Taguatinga, Águas Claras e Guará.

Além da ampliação da ponte do Córrego de Samambaia, dois trechos passarão por melhorias:

  • Córrego de Vicente Pires (perto do viaduto que leva à Via Estrutural)
  • Viaduto da linha férrea (entre o Guará e o Lúcio Costa).

A previsão é que as três intervenções sejam concluídas no segundo semestre deste ano.

O trabalho está sob responsabilidade da Secretaria de Mobilidade e financiadas pelo contrato de empréstimo entre o Banco Interamericano e o governo de Brasília para o Programa de Transporte Urbano. A iniciativa custará R$ 4.992.477,51(somente do trecho do Córrego de Samambaia o investimento é de R$ 1.551.445,18).

Fonte: Agência Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *