Moradores de Água Quente ganham linha de ônibus exclusiva na segunda (4)

Fabiana Cláudia de Oliveira, de 43 anos, não vê a hora de mudar sua rotina para levar a filha à escola. Moradora do Setor Água Quente, no Recanto das Emas, há dois anos, a dona de casa precisa acordar às 4h20 todos os dias para conseguir pegar um ônibus.

A partir de segunda-feira (4), essa realidade vai mudar, pois ela poderá usar a linha 0.340, da empresa Urbi. Cláudia conta que antes precisava pegar um ônibus que já vinha muito cheio de Santo Antônio do Descoberto (GO). “Esperamos muito por isso. Precisava andar muito e gastava mais.”

A novidade da opção de transporte público foi entregue à população local neste sábado (2) pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. De acordo como secretário das Cidades, Marcos Dantas, que já foi titular da pasta de Mobilidade, é a primeira vez que uma linha atende diretamente a região.

Quatro ônibus farão o trajeto entre Água Quente e o terminal de Samambaia Sul. A passagem custará R$ 2,50, e a ideia é que, do terminal, os passageiros possam optar por outros destinos do Distrito Federal dentro da integração.

Os coletivos circularão das 4h50 — saindo de Samambaia Sul — às 19h24, último horário que parte de Água Quente. Serão 20 viagens de ida e outras 20 de volta.

A entrega faz parte do programa Circula Brasília, que prevê a integração entre todos os modais do transporte público.

Cartão Cidadão e cadastro para termo de posse

Na cerimônia, o governador anunciou que o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) estará em Água Quente, na sexta-feira (8) e no sábado (9), para fazer o Cartão Cidadão. Normalmente, para isso, é necessário ir a um dos postos de atendimento do Sistema de Bilhetagem Automática, como o da Galeria dos Estados, no Plano Piloto.

Rollemberg também determinou que, na quarta-feira (6), uma equipe do governo cadastre as pessoas para receber o termo de posse de onde moram, documento necessário para a escritura. A área ainda não é regularizada e, segundo ele, deve passar pelo mesmo processo do Sol Nascente, do Buritizinho, do Porto Rico e de Vicente Pires.

O governador destacou que entregou 30.500 escrituras no DF, mais do que todas as gestões anteriores. “Quero um dia estar aqui para entregar a vocês a escritura, garantindo segurança jurídica, tranquilidade, valorizando o patrimônio”, concluiu.

Por: Agência Brasília

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *