Líder comunitário de Samambaia quer criar novo partido político

Novo partido político começa a ser fundado em Samambaia por lideranças comunitárias, associações, cooperativas e tem como líder Manoel Messias ― síndico do Condomínio Renascer.

O lider comunitário, fundador e presidente nacional do PNPB, Manoel Messias, mostrando a carta de intenção do novo partido
O líder comunitário, fundador e presidente nacional do PNPB, Manoel Messias, mostrando a carta de intenção do novo partido.

Por Samuel Souza

Diante dos protestos de março, manifestações populares, escândalos de corrupção e uma completa descrença da população nos políticos brasileiros que hoje ostentam o título de legítimos representantes do povo no legislativo e no executivo do nosso país, surge um novo partido, o Partido Nacionalista do Povo Brasileiro ―PNPB.

O PNPB é um partido que teve origem aqui mesmo em Brasília  com a iniciativa dos líderes comunitários, associações, cooperativas, pessoas comuns da cidade que não se sentem representadas pelos partidos que hoje estão no poder.

Segundo os seus fundadores, o PNPB é um partido de esquerda, a favor do povo, que lutará pelo fim da corrupção no país, por uma ampla reforma política, e, claro, como ele é nacionalista, defende com afinco a maior estatal brasileira, a PETROBRAS.

Para o seu principal fundador e presidente nacional,  Sr. Manoel Messias, acabar com a corrupção no país é uma questão de honra, pois o brasileiro já não aguenta mais tanta “roubalheira” e impunidade.

―É preciso acabar com o financiamento privado de campanhas, visto que os parlamentares já tomam posse devendo os seus mandatos aos que financiaram suas campanhas e para pagar a conta acabam “facilitando” para que estes financiadores façam certos contratos com o governo, isto tem que acabar, pontuou o presidente.

Como bom nacionalista, Manoel Messias faz questão de se posicionar contra a privatização da PETROBRAS:

―A PETROBRAS é do povo brasileiro e tem que ficar aqui em nosso país, gerando riquezas e empregos para a nação, não vamos aceitar sua privatização tão pouco que ela seja dilapidada como vem sendo por estes verdadeiros bandidos que se dizem executivos e estão infiltrados em nossa estatal, porque são apadrinhados por algum político.

 

Manoel informou ainda que o partido já conta com apoio em diversas cidades do Brasil, tais como: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Aracaju, Maceió, Salvador, São Luis, Fortaleza, Teresina, João Pessoa, Cuiabá, Palmas, Natal, Manaus, Recife.

―Estas cidades já estão colhendo as assinaturas necessárias para a fundação do Partido Nacionalista do Povo Brasileiro ― o PNPB― não demorará muito para que o partido já esteja funcionando a pleno vapor e cumprindo sua principal missão, combater a corrupção, concluiu Messias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *