IGP-M sobe 0,08% em fevereiro com queda dos preços no atacado e pressão menor no varejo, diz FGV

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerou a alta a 0,08% em fevereiro, contra 0,64% no mês anterior, diante do recuo dos preços no atacado e da menor pressão ao consumidor.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) informou nesta quinta-feira que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, registrou em fevereiro queda de 0,09%, após alta de 0,70% em janeiro. O IPA mostrou que as Matérias-Primas Brutas recuaram 0,64%, ante alta de 0,91% em janeiro, com destaque para a queda dos preços do minério de ferro, bovinos e aves.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30 por cento no IGP-M, desacelerou a alta a 0,39% em fevereiro, contra 0,64% no mês anterior. O resultado foi influenciado principalmente pelo grupo Alimentação, que recuou 0,22% após avançar 0,70% em janeiro, com queda de 1,99% dos preços das carnes bovinas.

Por sua vez o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) acelerou a alta a 0,53%, após subir 0,29% no mês passado. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

Publicado originalmente por: Reuters

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *