Hospital de Taguatinga sofre com superlotação

O pronto-socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) sofre com a superlotação. Na sexta-feira (26), a emergência tinha 160 pacientes, mais que o dobro da capacidade, de 68 leitos. O HRT é o segundo maior hospital da rede pública de saúde do Distrito Federal e atende uma área onde moram 1,5 milhão de pessoas.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde), Marli Rodrigues, a situação é recorrente nas unidades de saúde do DF. “Os funcionários trabalham acima da capacidade física deles. Atendem muitos pacientes ao mesmo tempo, sem condições. Isso é ruim porque coloca a vida dos doentes em risco”, disse. Os relatos foram publicados no site Metropoles.

Em nota, a Secretaria de Saúde admitiu que o pronto-socorro do hospital opera acima da capacidade. Mas afirma que isso ocorre “para assegurar assistência a todos os usuários que buscam a unidade”.

A pasta informou que foi decretada “bandeira vermelha” por duas vezes na semana passada. Como consequência, são feitos remanejamentos dentro do hospital para desafogar a emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *