Geral

Uma W3 renovada e acessível

Quarenta dias depois de iniciadas, as obras de revitalização das quadras 511/512 Sul seguem em ritmo acelerado. Os estacionamentos da Avenida W2 estão praticamente concluídos e a empresa terceirizada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para executar o serviço começou a demolir o canteiro central da Avenida W3. Até o início de julho, quando o trabalho está previsto para ser concluído, a avenida comercial mais antiga de Brasília estará de cara nova.

As calçadas em frente às lojas, esburacadas e desniveladas, ganharão piso novo, o que promete facilitar a circulação de pedestres. Além disso, a via vai ganhar uma faixa de serviços, uma espécie de divisão na calçada em frente às lojas que permite um caminhar livre, seguro e confortável. O espaço de um metro será separado do restante para receber árvores, poste de iluminação, sinalização de trânsito e mobiliário urbano como hidrantes, bancos, floreiras, telefones e lixeiras.

Até o início de julho, a avenida comercial mais antiga de Brasília estará de cara nova

A ideia é que todos os obstáculos para o pedestre fiquem nesse local e o resto da calçada, em uma extensão de 4 metros, permaneça livre para as pessoas. A faixa de serviços também serve para acomodar a rampa de acesso para cadeira de rodas e, a que será construída nas quadras 511 e 512 Sul, terá bicicletários de piso para o estacionamento de bicicletas em frente às lojas. A previsão é que a calçada existente hoje na W3 comece a ser quebrada na semana que vem.

Os estacionamentos da W2 estão quase finalizados. Cinco dos sete trechos usados para estacionar os carros estão praticamente prontos. Dois já foram liberados para os veículos e as outras vagas estarão livres até sexta-feira. O secretário de Infraestrutura e Obras, Izídio Santos, explica que a obra também prevê a troca do piso das calçadas do fundo das lojas. “As obras estão dentro do prazo. A calçada danificada dos becos entre as lojas já foi retirada e a iluminação será totalmente revitalizada”, afirma.

O canteiro central será reorganizado. As atuais calçadas e meio-fios estão sendo quebradas e serão refeitas com acessibilidade. O asfalto do estacionamento e o número de vagas serão mantidos.

O trabalho nas quadras será uma espécie de projeto piloto que deve ser replicado em toda a Avenida W3 Sul. O GDF vai arcar com a melhoria dos espaços públicos. Em contrapartida, os lojistas vão reformar as fachadas das lojas. A obra nos espaços públicos está orçada em R$ 1,78 milhão e estão sendo executadas pela empresa Vital Engenharia, vencedora da licitação.

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário