TCDF suspende divulgação de resultado de concurso para bombeiros

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) determinou ao Corpo de Bombeiros e ao Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan) que se abstenham de divulgar os resultados preliminares do concurso para condutores e operadores de viaturas do Corpo de Bombeiros. A prova, realizada no último dia 5, foi muito criticada por candidatos, que citaram problemas na lista de inscritos e no cartão de resposta, além de extravio de gabaritos.

Na decisão, os conselheiros do TCDF ainda dão prazo de 10 dias para que o Corpo de Bombeiros e o Idecan apresentem explicações para os problemas relatados. A determinação é fruto de uma representação protocolada pelo deputado distrital Reginaldo Veras (PDT). “Recebemos diversas reclamações de candidatos e decidimos entrar com a ação”, explica o parlamentar.

A representação protocolada pelo deputado também trata dos problemas relatados nas provas para os cargos de oficial realizadas no dia 12 de fevereiro. Na ocasião, os candidatos não receberam a folha oficial de redação e alegam a cobrança de temas não previstos no edital. O certame, no entanto, foi anulado pelo Idecan. Já as provas do dia 5 foram mantidas.

Candidatos insatisfeitos com o concurso também chegaram a fazer um protesto pedindo a intervenção do Ministério do Público do DF e Territórios (MPDFT) no tema. No último domingo (19), foram realizados os testes para praças do Corpo de Bombeiros. Dessa vez, as provas ocorreram sem maiores incidentes.

Procurado, o Governo do DF afirmou que vai recorrer da decisão do TCDF. Também acionado, o Corpo de Bombeiros ainda não havia se pronunciado até a última atualização desta matéria. A reportagem tentou entrar em contato com o Idecan, mas não teve sucesso. A banca também foi selecionada para realizar um concurso para a Polícia Militar, com previsão de 2 mil vagas.

Anunciado em outubro do ano passado, o concurso para o Corpo de Bombeiros do DF abriu 779 vagas para os cargos de condutor e operador de viaturas, oficial de combatente, mecânico de veículos, bombeiro militar geral operacional e mecânico de aeronaves. Ao todo, 30.950 pessoas se inscreveram. Os salários variam entre R$ 5.108,08 e R$ 11.654,95.

Originalmente por: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *