Cidadania Geral

Seduh apresenta portais à comunidade

A função e os usos das ferramentas de transparência pública e política urbana, como o GeoPortal, o Observatório Territorial e o Portal da Regularização, foram detalhadas ao público no seminário A inovação no planejamento urbano do DF, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh).

O evento ocorreu na quarta-feira (30), no auditório da Polícia Civil do DF, e é parte do calendário oficial do Circuito Urbano 2019, promovido pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU/Habitat).

O Distrito Federal é uma das Unidades da Federação pioneira na elaboração de plataformas on-line de compartilhamento de dados e conhecimentos referentes ao planejamento do território.

Por isso, eventos como o seminário são fundamentais para mostrar os recursos disponíveis por meio dos portais, como explica o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira.

Temos aqui ferramentas com alto nível de informatização, sofisticação e coleta de dados. Isso é democratização das informaçõesMateus Oliveira, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação

O encontro foi a oportunidade de arquitetos, empresários e servidores de outros órgãos do Distrito Federal entenderem quais e como estão organizados os dados produzidos pela Secretaria e por outras instituições do Executivo.

A arquiteta Clarice Segedi, de 35 anos, percebeu a forte interação entre os portais. “Uso o GeoPortal todos os dias, mas não fazia ideia da quantidade de conhecimento [à disposição] no Observatório Territorial”, comentou.

A arquiteta também descobriu as funcionalidades do Portal da Regularização. “Não conhecia. Vou começar a usá-lo, até porque a empresa em que trabalho vai iniciar processo de parcelamentos de solo”, disse.

Multiplicador de informações
 levar a informações sobre os recursos oferecidos nos portais, os usuários atuam como multiplicadores da informação, um dos objetivos do evento. “Quanto mais falamos sobre as ferramentas, mais as pessoas querem conhecê-las. Isso é muito bom”, avaliou a secretária executiva de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Giselle Moll.

Na ocasião, também foram apresentadas as bases do programa Brasília Inteligente, coordenado pela Subsecretaria de Inovação da Casa Civil do DF, Paulo Medeiro.

“Sempre que se fala em desenvolvimento urbano, sabemos que é um processo complexo. Queremos dar um salto para frente, de inovação, de forma a construirmos uma cidade sustentável, resiliente, humana e inteligente”, explicou.

Em relação às políticas públicas de planejamento urbano, o seminário também mostrou os objetivos e o processo de elaboração do Plano Distrital de Habitação de Interesse Social (Plandhis) e a revisão do Plano Diretor de Ordenamento do Distrito Federal (Pdot).


Outubro Urbano
É o mês dedicado à reflexão sobre questões urbanas e ao compartilhamento de conhecimentos e experiências para promover um futuro urbano melhor. Ele se inicia com o Dia Mundial do Habitat (na primeira segunda-feira de outubro) e se encerra com o Dia Mundial das Cidades (31 de outubro). Para dar visibilidade aos temas do Outubro Urbano, o escritório do ONU/Habitat no Brasil organiza, desde 2018, o Circuito Urbano. Trata-se de uma convocatória de apoio institucional de eventos organizados por entes públicos e organizações não-governamentais.

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário