Missa de 30 dias da morte de Teori Zavascki reúne familiares e ministros do STF

A missa de 30 dias da morte de Teori Zavascki, nesta sexta-feira (17), na Catedral de Brasília, reuniu familiares dele e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Teori morreu no mês passado, após o avião em que ele viajava de São Paulo para Paraty (RJ) cair no litoral do Rio de Janeiro.

Entre os ministros presentes estavam a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Luiz Edson Fachin, Luis Roberto Barroso e Luiz Fux. Braço direito de Teori nos processos relacionados à Operação Lava Jato, o juiz Márcio Schiefler também assistiu à missa.

Ao deixar a cerimônia, Fux disse ter sido um “prazer” conviver com Teori por dez anos no Superior Tribunal de Justiça e por mais cinco no STF.

“[Teori] era um colega exemplar, um amigo da primeira hora que se caracterizava pela sua coragem, pela honra com que se impunha no seu trabalho profissional. Para nós, hoje, a grande palavra que traz Teori à mente é saudade”, declarou.

Durante a missa, o pai da ministra Cármen Lúcia, Florival Rocha, também foi homenageado – ele morreu no último dia 9.

Vaga de Teori no STF

Com a morte de Teori, coube ao presidente Michel Temer indicar o nome do novo ministro do STF.

Temer, então, indicou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, até então filiado ao PSDB, para a vaga deixada por Teori. Moraes ainda será sabatinado pelo Senado e, se tiver o nome aprovado, passará a ser ministro do Supremo.

Publicado originalmente por: G1

Foto: Tainá Sigmaringa/G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *