Geral

Mesmo com recursos contingenciados, obras no DF não vão parar

Apesar do orçamento contingenciado, da crise econômica e seu alto índice de desemprego e da decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de restringir recursos do Governo do Distrito Federal (GDF), o governador Ibaneis Rocha determinou que as obras em andamento no DF não parem. Em um esforço concentrado do Executivo com os Legislativos – tanto distrital quanto federal –, projetos essenciais de cuidado com a cidade terão continuidade com recursos de emendas parlamentares.

Recapeamento do asfalto, manutenção de vias, construção de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), revitalização de escolas e melhoria da iluminação pública no Plano Piloto e em regiões administrativas fazem parte de projetos em andamento. “As obras não podem parar”, disse o governador Ibaneis em reunião com secretários e presidente de autarquias para definir as prioridades de atuação do governo.

Emendas dos deputados federais e distritais estão sendo encaminhadas para melhorias na cidade. Só das bancadas do DF na Câmara e no Senado, são R$ 78,2 milhões empenhados em 2019. Outros R$ 361,4 milhões são aguardados de emendas federais empenhadas para 2018 e pendências de anos anteriores.

Os recursos federais são, principalmente, para as áreas da saúde, educação e segurança pública, a maioria de grande porte. Os distritais direcionam verbas para obras como as de urbanização.

Entre os recursos destinados pelos parlamentares estão R$ 4,6 milhões para operações tapa-buracos este ano. A Asa Sul vai ganhar um aporte de R$ 1,3 milhão para recuperação de suas calçadas, enquanto outras 18 regiões administrativas receberão R$ 5,4 milhões para a mesma finalidade.

“Tenho certeza que a população do Distrito Federal terá muito a agradecer, assim como nós do governo, pelo empenho dos nossos deputados em ajudar a promover melhorias para a nossa cidade”, disse o governador.

Luz e segurança
A melhoria da iluminação pública com a substituição das lâmpadas atuais por LED – dando mais segurança a motoristas e pedestres, inclusive no combate a pontos de tráfico e violência –, será reforçada com R$ 4,9 milhões direcionados ao Plano Piloto, a Taguatinga, ao Guará e a Santa Maria.

Segue também o plano de revitalização da via W3 Sul, com mais a previsão de investimento de R$ 1 milhão por quadra recuperada.

R$ 34,1 milhõesé o valor de emendas da bancada federal do DF previsto para construção de um viaduto na entrada do Recanto das Emas e do Riacho Fundo

A construção de um viaduto na entrada do Recanto das Emas e do Riacho Fundo 2 receberá R$ 34,1 milhões de emendas da bancada do DF no Congresso Nacional.

As emendas parlamentares também reforçarão a duplicação da rodovia DF 140, com R$ 6 milhões, e a construção do estacionamento do Campus da UnB no Gama, com R$ 650 mil que precisam para a conclusão da obra.

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário