Geral

Dani Calabresa: impressionante a luta de uma mulher para provar que é vítima

Foto: Divulgação TV Globo

Revista piauí publicou reportagem com detalhes da acusação que atriz faz ao ex-chefe Marcius Melhem de assédios sexual e moral; humorista agradeceu mensagens de apoio

Por Fabíola Salani

A atriz Dani Calabresa agradeceu pelo Instagram, nesta sexta-feira (4), as mensagens de apoio e solidariedade que recebeu ao longo do dia. As mensagens foram uma reação à publicação de reportagem da revista piauí que detalha episódios de assédio sexual e moral que ela relata ter sofrido de Marcius Melhem, que foi seu chefe na Rede Globo.

Na postagem, Dani escreve: “Nunca quis ser vista como uma mulher assediada.. mas pra recuperar minha saúde precisei me defender. Nunca procurei a Imprensa. Tomei as medidas cabíveis pra conseguir ajuda”.

Ela segue relatando as situações que enfrentou: “Tudo é muito difícil, DA MEDO, vergonha, mas temos que lutar por respeito e justiça. Não passarão. Assédio é crime!”. Assim como recebeu apoio, Dani também prestou sua solidariedade “às mulheres que passam por isso e têm medo de denunciar”.  Com conhecimento de causa, relatou a dificuldade de uma vítima se fazer ouvir. “É impressionante a luta que uma mulher precisa travar pra provar que é vítima. DENUNCIEM!!!”.

A reportagem

A reportagem do jornalista João Batista Jr. descreve algumas das situações enfrentadas por Dani . Em um dos episódios, de acordo com a apuração, Melhem tentou beijar Dani à força em uma festa do elenco, lambeu seu rosto e tirou o pênis para fora da roupa. Também há cenas testemunhadas por outros colegas de elenco, como quando ele foi a uma gravação do Zorra e ficou perseguindo-a, dizendo não ter culpa se ela estava “gostosa”.

O jornalista ouviu 43 pessoas, entre testemunhas e outras vítimas. Algumas revelaram os nomes, outras falaram sob condição de anonimato. Entre elas, duas vítimas de assédio sexual de Marcius Melhem, sete vítimas de assédio moral e três vítimas dos dois tipos de assédio, o sexual e o moral.

Leia a reportagem completa aqui