Bloco da Agência Nacional de Águas é inaugurado

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou na manhã desta sexta-feira (1º) da inauguração do Bloco N da Agência Nacional de Águas (ANA), no Setor Policial.

A agência reguladora é vinculada ao Ministério do Meio Ambiente e dedica-se a fazer cumprir os objetivos e as diretrizes da Lei das Águas do Brasil.

“Essa estrutura vai garantir melhores condições de trabalho para os técnicos da ANA, que são fundamentais para a política de recursos hídricos do Brasil e de Brasília”, disse o governador, que acredita que todas as novas construções devem levar em conta os recursos tecnológicos que levem à sustentabilidade.

Para o presidente da agência reguladora, Vicente Andreu, a estrutura vai facilitar o trabalho dos servidores, que agora ocuparão o mesmo espaço.

O novo prédio conta com elevador, depósito e subestação de água, 2 copas, 4 gabinetes, 8 salas técnicas, 10 banheiros e 10 escritórios. O projeto atende às normas de acessibilidade para pessoas com deficiência.

Foram instaladas, ainda, alternativas sustentáveis, como o reservatório de reuso de água que será utilizada no abastecimento dos vasos sanitários e jardim, além de captação de energia solar.

Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) acompanhou todo o processo, desde a licitação até as obras, que incluem dois blocos — o que foi inaugurado hoje, e outro ao lado dele, que passa por obras de finalização. A empresa estatal é comandada por dois sócios: a União, com 48% das ações; e o governo de Brasília, com 52%.

“É uma obra pensada na sustentabilidade, em que se aproveita energia solar, água, no momento em o País passa por crise hídrica em diversos estados”, reforçou o diretor-presidente da Novacap, Júlio Menegotto.

Crise hídrica em Brasília

Nesta manhã, Rollemberg ressaltou o aumento do nível dos reservatórios de água. “Hoje amanhecemos com o Descoberto com 9,2% da sua capacidade. Tenho a convicção de que vamos ultrapassar os 10% neste fim de semana. A previsão é que as chuvas continuem, e isso será muito positivo para a cidade”, disse.

O governador destacou obras importantes que contribuirão para minimizar os efeitos da crise hídrica no DF, como a entrega do Subsistema Produtor de Água Bananal e do Subsistema Produtor do Lago Norte, com captação de água do Lago Paranoá; além da retomada das obras de captação de água em Corumbá.

Rollemberg também frisou convênio com a Fundação Banco do Brasil para recuperação de nascentes. Ele aproveitou a ocasião para agradecer o apoio da ANA para o 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá de 18 a 23 de março de 2018, em Brasília.

O evento envolverá governo, sociedade civil, empresas e instituições científicas nos debates sobre oferta e preservação de recursos hídricos. Para a edição de 2018, são esperados cerca de 30 mil representantes de mais de 100 países.

Fonte: Agência Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *