GDF Segurança

Distrito Federal tem uma das menores taxas de homicídio do Brasil

Atlas da Violência foi publicado nesta quinta-feira (27). O índice distrital está bem abaixo da média nacional.

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: RENATA LU

O Distrito Federal é a terceira unidade da federação com a menor taxa de homicídios, de acordo com o Atlas da Violência 2020. O índice do DF ficou em 17,8 mortes por 100 mil habitantes. Muito abaixo da média nacional que é de 27,8 mortes.

O estudo é produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Os dados divulgados referem-se ao período de 2008 a 2018.

O baixo índice de letalidade tem se confirmado a cada mês no DF. No último mês de julho, a unidade federativa atingiu a menor marca em 21 anos, com 27 vítimas nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que agrupam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Não houve registros de latrocínio e lesão corporal seguida de morte no mês.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do DF, delegado Anderson Torres, o esforço das forças de segurança, mesmo diante da pandemia, e operações com foco na redução dos crimes contra a vida têm contribuído para que o DF destaque-se no cenário nacional.

“As reduções das mortes de 2019 superaram a meta estipulada, com a significativa marca de menor índice de homicídios em 35 anos, o que tornaria o desafio para este ano ainda maior. Mas temos unido esforços diuturnamente e realizado operações integradas, a exemplo da 5° Mandamento, com foco na redução de homicídios”, explica o titular da pasta.

A Operação 5º Mandamento – referência ao mandamento bíblico “Não Matarás” – tem como foco a redução dos crimes contra a vida e está sendo realizada há quase um mês em diferentes regiões do DF. Coordenada pela SSP/DF, a operação integrada reúne as forças de segurança – Polícias Civil (PCDF) e Militar (PMDF), Departamento de Trânsito (Detran/DF) e Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) – além de outros órgãos, como DF Legal e Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF).

Temos unido esforços diuturnamente e realizado operações integradas, a exemplo da 5° Mandamento, com foco na redução de homicídios Anderson Torres, Secretário de Segurança Pública

Tecnologia

O investimento em tecnologia também refletiu na redução dos crimes. Em 19 meses – de janeiro de 2019 a julho deste ano – o número de câmeras de videomonitoramento instaladas no DF aumentou 47%. Em janeiro de 2019, o DF contava com 584 câmeras. Até o fim de julho, a Subsecretaria de Modernização Tecnológica (SMT), da SSP/DF), responsável pelo suporte tecnológico do projeto, já havia instalado 859 câmeras. Vinte e uma regiões administrativas já contam com a tecnologia de ponta.

859câmeras de videomonitoramento estão instaladas no DF

“São câmeras em alta resolução. Todas as imagens são transmitidas para o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), que atualmente reúne 29 multiagências.  As imagens contribuem de forma eficiente com o trabalho realizado pelas forças de segurança, com aqueles que estão em campo e com investigações e também com o Judiciário. Estamos investindo fortemente na ampliação desses equipamentos, pois nosso objetivo é que todo o DF esteja monitorado”, explica Torres.

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário