Folia garantida! Pré-carnaval do DF contará com R$ 1,4 milhão da iniciativa privada

clima de indefinição que pairava sobre a realização do pré-carnaval do DF em 2018 chega ao fim. Isso porque, nesta quinta-feira (11), foi fechado um acordo para garantir a folia que antecede a data oficial em Brasília – 13 de fevereiro. O aporte para os blocos que saem às ruas a partir de 19 de janeiro acontecerá após reunião entre a Secretaria de Cultura e a Ambev — a empresa privada injetará R$ 1,4 milhão em estrutura por meio de patrocínio direto.

“Esperamos uma festa expressiva, com uma estrutura que Brasília merece”, disse a secretária adjunta de Cultura, Nanan Catalão, no anúncio da parceria a representantes de blocos carnavalescos. Com a formalização das negociações, os blocos devem pontuar as necessidades para que a divisão dos recursos ocorra conforme a demanda de cada evento.

Além da verba privada para o pré-carnaval, o governo de Brasília investirá R$ 5 milhões, obtidos via emenda liberada pela Câmara Legislativa (CLDF) – maior valor investido para a festividade em toda a gestão. A quantia vai custear a logística para as apresentações dos blocos de rua e das escolas de samba e eventos diversos promovidos em 19 regiões administrativas.

Outra novidade para 2018 é uma apresentação de seis escolas de samba do grupo especial e duas atrações nacionais: Mart’nália e Xande de Pilares. A festa gratuita ocorrerá em 2 de fevereiro, entre a Torre de TV e a Funarte.

2,5 milhões de foliões nas ruas

A expectativa da Secretaria de Cultura é que 2,5 milhões de foliões participem das festas. No ano passado, o carnaval recebeu R$ 2,3 milhões, com 1,5 milhão de pessoas nas ruas. O público deverá passar pelos 101 blocos cadastrados (60 no Plano Piloto e 41 em outras regiões administrativas) e por 173 eventos carnavalescos (100 no Plano Piloto e 73 em outros lugares).

Neste ano, o cadastro dos blocos carnavalescos e a emissão de alvarás e de licenças são feitos por meio do Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco — formado por órgãos do governo relacionados ao tema. A medida faz parte do Decreto nº 38.019, de 21 de fevereiro de 2017. O objetivo, segundo o GDF, é desburocratizar as manifestações artísticas nas festividades, proteger o patrimônio histórico e cultural de Brasília e ordenar a ocupação do espaço público.

Os órgãos que fazem parte do Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco são:

  • Secretaria de Cultura
  • Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social
  • Secretaria de Mobilidade
  • Secretaria das Cidades
  • Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF)
  • Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF)

Fonte: JBr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *