Fazenda orienta como pagar o seguro obrigatório de veículos

Em 2018, os carnês do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de Brasília não contam com boleto para pagamento do seguro obrigatório (DPVat).

O documento precisa ser emitido separadamente neste ano e deve ser solicitado pelo site do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). Na página principal, o contribuinte deve clicar em Consultar Veículos.

Ele será redirecionado para uma página que vai pedir o número da placa do carro e o do registro nacional de veículos automotores (Renavam).

Ao inserir os dados, é preciso fazer uma conta de matemática básica, para comprovar que não é um robô. Em seguida, aparecem informações do veículo, como multas.

O internauta deverá ir à aba Débitos do Veículo, que terá os dados do licenciamento e do IPVA, e descer as informações até Seguro Obrigatório. O valor aparecerá na tela. Ao clicar no botão Emitir, será aberta uma página para impressão.

O DPVat também pode ser solicitado pelo site da seguradora oficial do governo federal, a Líder. Basta preencher as informações pedidas no site, que vai emitir a guia de pagamento.

Empresa optou por não manter convênio
De acordo com a Secretaria de Fazenda, a empresa responsável foi procurada, mas optou por não manter o convênio que permitia o envio do boleto em conjunto.

Ainda segundo a pasta, os carnês do IPVA estampam recado para alertar os proprietários sobre como proceder em relação ao seguro obrigatório.

Os contribuintes têm de ficar atentos. O atraso no pagamento do DPVat não implica juros, mas deixa o condutor sem a cobertura em caso de acidente — o seguro é destinado a amparar vítimas do trânsito.

Além disso, é necessário quitar todas as cobranças para que seja emitido o certificado de registro e licenciamento de veículos (CRLV).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *