Esporte

Grand Slam destaca atletas nacionais

O primeiro dia de competições do Grand Slam Brasília, domingo (6), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), terminou com nove vitórias para os atletas brasileiros. Eles conquistaram duas medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze. Foi a maior competição de judô já realizada no DF.

O primeiro ouro do Brasil veio na dobradinha no pódio, com  Eric Takabatake (- 60 kg), medalha de ouro, e Allan Kuwabara,  prata. A outra medalha de ouro brasileira foi de Daniel Cargnin (- 66 kg), que venceu o italiano Manuel Lombardo.

“Eu só tenho a agradecer a quem me ajudou, e estou muito feliz pela medalha”, declarou Daniel. “Agora, é ir atrás de outros resultados importantes também.”

Entusiasmo

Na fila para assistir às lutas finais, a administradora Adriana Braga, de 49 anos, levou o filho, Davi Lucas, 6. “Eu fiz questão de trazer meu filho para mostrar este grande evento aqui em Brasília; é algo que vai ficar na história dele”, disse.

“Nós também praticamos judô, e o Grand Slam Brasília faz Davi ver os ídolos e aprender um pouco mais”, comentou o treinador Nonato Peres, 47 anos. Ele e o pequeno Davi são alunos de Takeshi Miura, faixa vermelha 9o Dan (grau de maestria utilizado nas classificações do judô), e do árbitro André Mariano, que representa o Brasil nesta competição.

Estreia positiva

“Encerramos o primeiro dia do maior Grand Slam da história brasileira com muito sucesso e alegria, com uma sensação de dever cumprido”, comemorou o secretário de Esporte e Lazer, Leandro Cruz. “A população de Brasília e a família do judô do DF estavam presentes assistindo e envolvidas na organização; todos trabalharam para o bom funcionamento do evento.”

O Grand Slam Brasília será realizado até terça-feira (8). A competição conta com a participação de 360 atletas de 61 países, que disputam, em 14 categorias, pontos no ranking classificatório para os Jogos Olímpicos. Esta será a quinta vez que o Brasil recebe o evento. As quatro primeiras edições (2009 a 2012) ocorreram no Rio de Janeiro.

Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL)

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário