Educação

CEF 5 do Gama decide se adere à gestão compartilhada

Nesta quarta-feira (30), a comunidade escolar do CEF 5 do Gama vai votar se deseja aderir ao programa de gestão compartilhada. A consulta começa às 19h. Se a comunidade do Gama aprovar a adesão, será a 12ª unidade escolar do programa.

Na segunda (28), pais, estudantes e professores do CEF 1 do Riacho Fundo II votaram pelo sim ao programa. Votaram 1.226 pessoas, sendo 927 sim (75,6%) e 259 não (21,1%).

O governador Ibaneis Rocha deverá escolher em breve duas escolas para fazerem parte do programa de gestão compartilhada com as Forças Armadas, lançado recentemente pelo Ministério da Educação: o CEF 1 do Riacho Fundo II, o CEF 5 do Gama ou CED 416 de Santa Maria. O projeto em Santa Maria foi aprovado em 1º de outubro, mas sua implantação ainda não foi iniciada.

O GDF pretende implementar 40 escolas até 2020. As unidades são escolhidas levando-se em consideração o Indicador de Vulnerabilidade Escolar (IVE) – que abrange dados de vulnerabilidade social, índices de criminalidade, de desenvolvimento humano e da educação básica.

Como funciona
Escolhida a escola, começa um processo de debate em assembleias e votações convocadas pelo conselho escolar com o objetivo de divulgar o projeto e apresentar aos interessados as mudanças que serão realizadas. As audiências têm caráter apenas consultivo. Só depois acontece a votação.

Desde o começo do ano, apenas duas escolas votaram contra o projeto: o Gisno, na Asa Norte, e o CEF 407 de Samambaia. Esta última solicitou reavaliação à Secretaria de Educação e passou a fazer parte do programa depois que um estudantes foi esfaqueado em frente a escola.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

As secretarias de Educação e de Segurança trabalham de maneira integrada na gestão compartilhada. Professores, diretores e orientadores continuam com toda parte pedagógica. Os policiais militares e bombeiros contribuem com aspectos disciplinares, de segurança, bem como trabalham conceitos de ética e cidadania.

Os militares também promovem atividades esportivas e musicais nos contraturnos das aulas. O modelo busca uma educação de excelência para estudantes da rede pública, promovendo a cultura de paz e o enfrentamento da violência.


Gestão compartilhada 

Centro Educacional 3 de Sobradinho

Centro Educacional 308 do Recanto das Emas

Centro Educacional 1 da Estrutural

Centro Educacional 7 de Ceilândia

Centro Educacional Condomínio Estância III de Planaltina

Centro Educacional 1 do Itapoã

Centro de Ensino Fundamental 19 de Taguatinga

Centro de Ensino Fundamental 1 do Núcleo Bandeirante

Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia

Centro Educacional 416 de Santa Maria

Centro de Ensino Fundamental 1 do Riacho Fundo II

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário